Amor é algo que se faz

Amor é mais do que sentir, é verbo, ação.


É elaborar uma lasanha de domingo em mãos conjuntas, costurar o sofá que rasgou discutindo como fazê-lo com quem não entende nada do assunto, assim como você.


É ter companhia para ir ao supermercado, academia, natação, mesmo que isso exija uma alteração de rotinas para que os horários possam bater.


É sentir o mesmo cheiro, o mesmo toque macio do lençol novo e da toalha lavada, é escutar o mesmo som, perceber os mesmos detalhes engraçados em um filme, em uma conversa ou em uma situação que teima em se repetir.


É ficar na dúvida, ao mesmo tempo, sobre a cor verde-água ou azul de um objeto qualquer. É chegar a nenhuma conclusão sobre o que fazer em um sábado a tarde, acompanhado de mais alguém.


É a costura da vida que se faz, unindo o tecido do próprio tempo com o dos demais. É elaboração, receita a ser preparada, bolo quentinho com café de manhã.


Amor é toque, passar de mãos. É apropriação de vida, SABER-SE existir, já que descobrimos nossos tamanhos e proporções quando somos abraçados por alguém.


Ele acontece do lado de fora, é a expressão das vontades que temos movimentando aqueles a quem desejamos amar. É onda, vibração, manifesto, reclamação, prazer e dor. É casa de morar, ter para quem voltar, é pertencer e proteção.


É sentir-se vivo, levantar de manhã e ter certeza de que vale a pena continuar por estar sendo assistido, observado, com admiração. É filho, avó, esposa, namorado, vizinho, amigo, gato, cachorro e quem mais quiser nos acompanhar.


Pode ser que o seu problema de amor não seja sentimental mas sim de pró-atividade e ação, sabe por que?


Amor, desde sempre e para sempre, é algo que se faz.


32 visualizações0 comentário

Posts Relacionados

Ver tudo

Me sinto vazia, mas não leve, pesada pelo eco da minha própria voz. Algo me falta, sinto solidão. Saio em busca de que me preencham, ...