Gêmeos

O dia amanhece e o anjo auxiliador bate na porta de Deus:


- Senhor, levanta! Hoje é o dia da atualização.


- Hoje? Não acredito. Parece que fizemos isso ontem.


- Senhor, a última vez foi há 10 milhões de anos.


Deus levanta a contragosto. O dia da atualização é sempre muito trabalhoso, o expediente acaba tarde e ele nem consegue almoçar:


- Precisamos resolver isso. Ficar modificando cada um dos seres que eu criei de tempos em tempos é muito desgastante!


- Ué, você pode deixá-los como estão.


- E tornar meu Universo entediante?


O anjo auxiliador concordou. Um universo que não se transforma seria muito chato. De repente sua face angelical se iluminou:


- Tive uma ideia. Conheço alguém que pode te ajudar. Mas vou logo avisando, é um ser bem maluco e fez um Universo imprevisível.


- Se esse maluco vai me livrar do dia chato da atualização, pode trazê-lo.


Horas depois chegou no escritório celestial alguém com um computador embaixo do braço:


- Prazer Deus, sou Gêmeos, em que posso ajudar?


Deus explicou o quão difícil era fazer alteração em cada uma de suas criaturas para que elas pudessem evoluir. A resposta do visitante foi rápida e ágil:


- Isso é simples de resolver.


Gêmeos abriu seu computador, conectou-se a uma das criaturas de Deus - uma flor - e nela inseriu um código, depois acelerou o tempo. A flor se reproduziu milhões de vezes gerando seres iguaizinhos a ela até que de repente, algo mudou! Uma delas nasceu diferente passando a mudança para as suas descendentes. Deus, impressionado, perguntou:


- O que você fez?


- Inseri nela um código de MUTAÇÃO. Isso vai fazer com que a criatura, em algum momento, canse da repetição e sozinha, faça uma alteração.


- Genial! Por favor, insira esse código em todas as minhas criaturas. Já volto, vou buscar moedas celestiais para te pagar.


Deus demorou alguns minutos e quando voltou tomou um susto. Alguém diferente estava sentado na frente do computador:


- Que isso?! Quem é você?


- Calma Deus, sou eu, Gêmeos.


- Por que você mudou?


- Ué, achei que você tivesse entendido. Não há coisa mais chata do que a obrigação de ser eternamente igual.


166 visualizações0 comentário

Posts Relacionados

Ver tudo

Coleção: "Deus, os signos e a criação"

Coleção: "Deus, os signos e a criação"

Coleção: "Deus, os signos e a criação"