As abóboras sem semente

Em minha cozinha, abro uma abóbora cabotiá para fazer o jantar e noto que ela está sem sementes. Na manhã seguinte, mordo uma maçã e percebo a mesma falta. Um pouco mais tarde, saio para fazer compras e brinco com o vendedor:


- Ei, sua comida está vindo sem sementes!


Ele sorri e me responde:


- E qual é o problema? Você não vai usar. Compra tudo já crescido e pronto por aqui. Com seu estilo de vida, é só a parte de fora que importa.


Dou de ombros, é verdade, onde eu moro não tem espaço para cultivar uma árvore de maçã. Mas a cena da abóbora vazia não sai da minha cabeça, me parece triste, não sei porque. Volto para casa e paro na frente do espelho, algo está errado. Com coragem, abro meu próprio peito, como se abrisse um casaco e compreendo a minha inquietação, estou oca, sem sementes também. Pisando firme, volto para reclamar com o vendedor: